O que é “fumo de terceira mão”

Substâncias liberadas durante a queima do cigarro impregnam móveis, tecidos ou paredes por até anos, representando riscos à saúde

Uma matéria na BBC explicou o termo fumo de terceira mão, um problema que teve seus primeiros estudos em 1950, mas ainda continua pouco abordado quando comparado ao fumo passivo – quando a pessoa não fumante inala a baforada de outra.

O que é fumo de terceira mão

O cigarro possui mais de 4,7 mil substâncias tóxicas e algumas delas durante a queima ficam vagando no ar junto com a fumaça e vão grudando em superfícies e objetos, como tapetes, cortinas, roupas, móveis, painel do carro e até mesmo à tinta das paredes, prejudicando nossa saúde de forma indireta.

Em março de 2020, pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, mediram essas substâncias em uma sala de cinema onde a classificação dos filmes possui uma faixa etária maior e, portanto, é frequentada por mais adultos. Eles verificaram que há uma concentração considerável de compostos danosos à saúde, mesmo que seja proibido fumar dentro da sala.

Outra conclusão desse estudo é que as pessoas fumantes carregam consigo esses químicos por meio da pele e das roupas, mesmo que não estejam tragando um cigarro naquele exato momento. E a quantidade dessas substâncias chega a equivaler ao contato de um a dez cigarros pelo fumo passivo.

“Estamos tão habituados a falar dos riscos do tabagismo ou do fumo passivo que às vezes esquecemos desses efeitos indiretos. Ou seja, não basta apenas fumar num outro cômodo da casa ou abrir uma janela para dissipar a fumaça”

Diz o oncologista clínico Marcelo Cruz, do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para a reportagem da BBC

Mais um risco para as crianças

Um estudo feito em fevereiro desse ano analisou a presença de nicotina nas mãos de crianças. De 311 voluntários com menos de 12 anos que não tinham contato direto com algum fumante, 296 (ou 95% do total) apresentavam essa substância na superfície da pele.

E num grupo de 193 crianças cujos familiares são usuários do tabaco, essa taxa chegou a 97,9%.

A própria estatura do público infantil já facilita essa proximidade com tapetes e móveis onde esses compostos do cigarro se depositam.

Além disso, os pequenos correm maior risco por levarem a mão à boca com mais frequência e estarem num estágio de formação dos órgãos vitais e do próprio sistema imunológico.

Entendendo as imagens do telescópio James Webb

Atila Iamarino bateu um papo muito interessante com a doutora Patrícia Cruz, do Centro de Astrobiologia de Madrid, sobre as imagens do novo telescópico James Webb e as comparações das imagens que tínhamos com o Hubble.

Ela explica como as imagens foram formadas, o porquê das cores e formas que vemos e o que podemos interpretar com essas novas informações.

Entrevista de Lilia Schwarcz ao UOL

A historiadora e antropóloga Lilia Schwarcz participou de uma entrevista conduzida por Fabíola Cidral e pelos colunistas do UOL Josias de Souza e Michel Alcoforado, comentando sobre seu novo livro O Sequestro da Independência – Uma história da construção do mito do Sete de Setembro, escrito em conjunto com Carlos Lima Jr e Lúcia K. Stumpf.

Além da obra, Lilia comenta e outros temas como política, sociedade, arte e símbolos e conceitos utilizados atualmente.